Nosso novo representante credenciado na cidade do Rio de Janeiro/RJ, o Sr. Francisco Vasconcellos Jr esteve recentemente em nossa Fábrica-Escola onde fez um curso intensivo de Produção de Cachaça de Qualidade. Agora capacitado para o desafio de nos representar na Cidade Maravilhosa, nos enviou um e-mail onde colocou seu ponto de vista pessoal sobre o mercado.
Bem vindo à Cachaçarias Nobres Sr. Francisco!

……..

Rio de Janeiro, 23 de outubro de 2013.

Gostaria de compartilhar com todos uma agradável viagem de negócios que fiz no último dia 16/10 para Ouro Preto/MG. O sabor desta viagem era especial, pois sou profissional formado em turismo, natural de Belo Horizonte, mas atuo na cidade do Rio de janeiro como guia já há três anos.

Não nego que Ouro Preto sempre foi uma de minhas cidades favoritas. A arquitetura colonial portuguesa com suas igrejas barrocas, o casario, os chafarizes, as vielas e o próprio clima de Ouro Preto faziam-me lembrar de cidadelas bem mais antigas da Europa.

Mas desta vez o que levou de volta a Minas era uma missão diferente: tornar-me um conhecedor e entendedor na produção de cachaça de alambique de qualidade. Missão difícil não é?

-bar-so-cana-av-men-de-sa-esqu-riachuelo956x500

Atuando no mercado turístico do Rio de Janeiro pude observar uma grande demanda reprimida e até mesmo um “déficit” em relação a conhecimentos técnicos necessários a discernir os diferentes graus de qualidade do nosso destilado nacional: nossa tão famosa cachaça!

Conhecida mundialmente o produto, originário do Brasil, vem ganhando cada vez mais adeptos em todo o mundo. Porém, para os próprios brasileiros, o conhecimento acerca da qualidade dos rótulos presentes no mercado é fraco. Em geral o público é carente de conhecimentos mínimos e, frente à procura cada vez maior do produto – por brasileiros e turistas de todo o mundo – decidi me aprofundar no assunto.

Como profissional de turismo acredito que uma boa informação e uma boa indicação podem render muitos frutos, a curto, médio e longo prazo. Por que então não me especializar em cachaça e auxiliar a um crescente e ávido público consumidor?

Lembrei-me então de dois grandes amigos de Belo Horizonte que atuam no setor de derivados da cana de açúcar: o Sr. Giovanni Pereira, consultor industrial do negócio da cachaça e a Srta. Beatriz Said, consultora com larga experiência no mercado e no treinamento dentro do negócio da cachaça.

Ambos são diretores no CEXCA – Centro de Excelência da Cachaça, fábrica escola na região de Ouro Preto/MG e que agrega diversos profissionais, técnicos, acadêmicos e experts em torno do fomento à qualidade no negócio da Cachaça.

IMG_2304

Minha missão foi realizada com louvor: da teoria do processo de fabricação à sua inteira prática operacional, pude aprender e vivenciar a precisão, higiene, assepsia e tecnologia indispensável à elaboração uma cachaça artesanal de qualidade, com propriedades singulares e culturais capazes de diferenciar o produto no mercado.

Ao final do curso fui convidado a participar do projeto “Cachaçaria Nobres”, iniciativa pioneira com foco no fomento comercial de cachaças de qualidade, e que vem fazendo sucesso em Minas Gerais e São Paulo.

Tenho desta forma o privilégio – e a responsabilidade – de trazer a cultura da cachaça de alambique de qualidade para a cidade maravilhosa, cartão postal do Brasil e vitrine do que temos de melhor em nossa terra!

Abraços a todos!
Francisco A Vasconcellos Jr.